Blog Eu Entrego

logo_eu-entrego-horizontal-azul.png
  • Equipe Eu Entrego

Eficiência logística. Veja cinco modelos de negócios que geram ganhos exponenciais para sua operação

Atualizado: Abr 1



Não é exagero dizer que o setor de entrega é um dos pilares para o sucesso de qualquer companhia atualmente. Afinal, trata-se de uma área bastante estratégica e que envolve setores como facilities, sistemas, gestão de estoques, frete, fiscal, entre outros. Dessa forma, impacta diretamente na experiência do consumidor, transformando-se em um fator crítico no sucesso das vendas. O avanço do chamado New Retail, contudo, trouxe novos desafios às organizações. A meta é fazer entregas mais rápidas, a um custo acessível e sem atrito ao usuário. Para isso, é essencial contar com uma integração de sistemas que orquestre esse movimento de multicanalidade e escale o negócio sem onerar o custo da operação. Confira cinco tipos de empresas que você pode contar em seu planejamento:


1 — ERP/Backoffice Para diversificar e melhorar seu modelo de entrega, o ideal é ter um fornecedor de ERP/Backoffice capaz de ajudar a integrar soluções que atendam o cenário omnichannel do varejo, como a E-Millennium e a TOTVS Virtua. Essas soluções são a base do negócio de qualquer empresa, uma vez que eles serão responsáveis por fazer a gestão de todos os recursos e operações no dia a dia, oferecendo mais agilidade e eficiência aos processos.

2 — Fulfillment Em tradução livre, a expressão significa cumprimento ou realização de algo. No caso do varejo, refere-se às práticas e soluções que buscam cumprir o pedido do cliente, isto é, realizar as operações necessárias para que a transação seja confirmada e, principalmente, entregue ao usuário. Soluções deste tipo, como Infracommerce e Synapcom, conseguem ajudar a estruturar a operação do e-commerce, por exemplo, diminuindo o risco de erros que possam prejudicar a entrega.

3 — Leilão de frete O preço da entrega certamente é um dos pontos que mais requer atenção do empreendedor. Um valor elevado compromete a operação e, se for repassado ao consumidor, pode fazê-lo desistir da compra. Hoje, há empresas de leilão de frete, como a Intelipost e Sisfrete, que ajudam o varejista a calcular melhor todas as entregas e, principalmente, mostrar as transportadoras mais adequadas ao negócio, garantindo eficiência e baixo custo.

4 — Transportadoras tradicionais Sim, as transportadoras tradicionais, como a Total Express e a Transfolha, seguem como parceiros importantes que o lojista precisa ter em seu negócio. Além do espaço consolidado no setor, essas empresas conseguem fazer entregas interestaduais, ideal para e-commerce com grande alcance no país, e não atuam exclusivamente na última milha, ou seja, elas podem levar a encomenda à região desejada e, dali, a empresa contar com seus próprios parceiros para realizar a entrega ao consumidor final.

5 — Crowdshipping O termo refere-se à opção que utiliza cidadãos comuns para realizar o envio de encomendas por meio de aplicativo que conecta essa comunidade de entregadores autônomos aos varejistas. Soluções deste tipo, como a Eu Entrego, são ideais para realizar as entregas de última milha feitas no mesmo dia. O modelo, ainda novo no Brasil, está consolidado nos Estados Unidos e China pelas operações da AmazonFlex e Cainiao.

* Vinicius Pessin é Co-Founder da EuEntrego.com


Leia na íntegra neste link.


Essa matéria também foi publicada em:

LogWeb

72 visualizações